Calcule a sua conta de luz

Se não quer ser surpreendido, é melhor saber de onde vem a coleção de todos os conceitos que aparecem no seu recibo. Se todos aprendermos a calcular a nossa conta de luz, será muito mais fácil adotar hábitos eficazes para economizar e até saber se a taxa que contratamos foi a correta.

Seu consumo detalhe por detalhe

Com já sabe, a fatura é o documento que o feirante envia-lhe periodicamente, onde aparece a cobrança total pelo seu fornecimento de eletricidade, especificando cada um dos conceitos que o compõem.
No entanto, nem tudo que paga ao comerciante responde ao seu consumo direto de eletricidade. Ao calcular a conta de eletricidade deve lembrar-se que 25% do valor que pagamos corresponde a impostos aplicados à energia enquanto 40% vão para cobrir custos regulados como transporte e distribuição. Os 35% restantes referem-se diretamente ao nosso consumo de eletricidade.
Agora, vamos aprender como calcular a conta de energia elétrica e a origem do custo de todos os seus conceitos:

A potência contratada

Quando pagamos a potência contratada, garantimos o direito ou a possibilidade de usufruir da referida potência. Este custo é fixo e é pago independentemente de termos usado eletricidade ou não e é maior quanto mais energia for adquirida.
kW contratado x Dias faturados x Preço do kW = Potência contratada.

A energia consumida

Nesta seção podemos ver o que pagamos pela quantidade de KW que realmente consumimos no registrado prazo para a fatura. É importante ter em mente que quanto maior o consumo, maior o valor a pagar.
Desde 1 de junho de 2021, a CNMC estabeleceu que todas as portagens de acesso têm discriminação horária, pelo que, se tiver a possibilidade de fazer o maior consumo fora do horário de ponta, poderá poupar mais nas suas próximas faturas.
Consumo de energia em kWh x Preço da tarifa em kWh = Energia consumida

O imposto sobre a electricidade

Este imposto é regulamentado pelo Governo e aplica-se tanto ao consumo como à potência.
(Energia contratada + Energia consumida) x Imposto

Aluguel de equipamentos

Se o medidor de eletricidade que instalou não é seu, significa que o que está a usar é de propriedade do distribuidor que está a alugar-lhe.
N.º de dias faturados x Preço do aluguer do Metro = Aluguer do equipamento

IVA

Para pagar o IVA, será aplicado 21% à eletricidade.
(Energia contratada + Energia consumida + Imposto sobre energia elétrica + Aluguel de equipamentos) x 21%.

Uma conta de luz à sua medida

Agora que já sabe como calcular a sua conta de luz - bem como a origem de todos os conceitos que compõem o recibo - pode ter certeza de que a tarifa que contratou está correta. A potência contratada parece-lhe muito pequena? Ou talvez não precise de tanto?
Não há que preocupar-se, graças aos comparadores de eletricidade poderá escolher entre as tarifas que melhor adaptam-se ao seu estilo de vida. Basta inserir uma série de dados simples. E se no final decidir mudar de empresa e tarifa, pode fazê-lo gratuitamente - desde que não haja permanência - e em 15 ou 20 dias úteis terá o seu novo abastecimento. Basta fornecer:

  • Os dados do titular da taxa.
  • Os CUPS.
  • A conta bancária onde serão efetuados os débitos diretos da fatura.
  • A potência contratada.
  • O endereço do imóvel.

Na Nabalia oferecemos as melhores tarifas para empresas e os nossos especialistas estão sempre disponíveis à distância de uma chamada para responder a todas as suas questões.

Quero saber mais sobre as tarifas da Nabalia Energía

Vá para o WhatsApp