Como sei se tenho um contador digital?

Todas e cada uma das casas ou blocos de apartamentos que possuem instalação elétrica e abastecimento tem um medidor encarregado de fazer as leituras de consumo de energia. No entanto, existem dois tipos de medidores: o analógico tradicional e o digital, também conhecido como inteligente. Qual você tem?

O contador digital e como ele funciona

O contador digital é uma versão muito mais avançada do analógico, capaz de registrar um preço diferente para dois consumos realizados em diferentes horários do dia —entre muitas outras qualidades e benefícios—.
Como veremos mais adiante, ter um contador digital instalado é fundamental para usufruir das tarifas com discriminação noturna, porém, devido ao Plano de Substituição de Equipamentos para Medida, todos os consumidores devem substituir o analógico pelo digital, independente do tipo de tarifa contratada.
O contador digital possui uma luz vermelha que indica que o sistema de medição está ativado. Se esta luz estiver apagada, significa que não está sendo realizado nenhum consumo elétrico. No entanto, se a luz vermelha estiver piscando, você está efetivamente desperdiçando energia.
Por outro lado, se o piloto piscar em alta velocidade, o consumo de energia é muito alto e devemos ter cuidado porque, se finalmente a luz vermelha permanecer acesa sem nenhuma alteração, significa que excedemos a potência contratada.
A esta altura você já deve conhecer as consequências de exceder a potência contratada: um corte no fornecimento de energia elétrica.
Se o ICP realmente pular e sofrermos um corte por ter excedido a potência contratada, podemos reativar o referido ICP pressionando o botão amarelo no contador digital e ativando o diferencial do painel de luz.

O contador digital vs. analógico

O contador digital possui uma série de qualidades que o diferenciam do analógico e que permitem descobrir se você possui um ou outro:

  • O contador digital é capaz de registrar o consumo exato que ocorre em cada banda da discriminação horária.
  • O consumo realizado é muito mais fácil de gerenciar graças ao gerenciamento remoto.
  • Outros dispositivos de medição podem ser conectados ao contador digital para conhecer o consumo em tempo real.
  • Ao contrário do analógico, o contador digital pode ser localizado dentro do prédio.
  • Caso pretenda diminuir ou aumentar a potência contratada, não é necessário que o técnico se desloque até à casa em causa; pode ser alterado automaticamente.
  • Caso decida alugar o contador digital ao distribuidor, a taxa a pagar será 20% mais cara do que no caso do analógico, resultando num custo entre aproximadamente 0,80€ e 1,15€.

Quero saber mais sobre as tarifas da Nabalia Energía

Vá para o WhatsApp